Globo usa todas as armas em guerra de audiência contra Turner no Brasileirão; entenda

Emissora perdeu o monopólio do Campeonato Brasileiro e tem jogado pesado contra o conglomerado americano, que estreou na competição nesta temporada

há 12 dias

Depois de algum tempo, o Campeonato Brasileiro 2019 voltou a ser transmitido por mais de uma emissora. Ainda monopolizando na TV aberta e pay-per-view, o Grupo Globo ganhou concorrência na TV fechada. A Turner, conglomerado americano, acertou com sete times (Athletico-PR, Bahia, Ceará, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos) para as temporadas de 2019 a 2024. Os jogos são transmitidos pelo canal TNT.

Depois de um imbróglio com o Palmeiras, a Globo finalmente fechou um acordo para TV aberta e pay-per-view. O alviverde, até então, era o grande trunfo da Turner, já que era exclusivo. Depois de disputarem com jogos distintos nas primeiras rodadas, a oitava marcou o primeiro grande embate entre as emissoras na partida entre Palmeiras x Athletico Paranaense. Foi então que a Globo começou a utilizar suas armas para manter o topo da audiência.

Primeiramente o duelo foi antecipado de domingo para sábado para que a Globo pudesse transmiti-lo na TV aberta, já que domingo teria amistoso da seleção. Além disso, mostrou para os estados de São Paulo e Paraná. A Turner, por sua vez, optou por não concorrer nessas praças e transmitiu o duelo apenas para os demais estados. De acordo com o UOL, na TV aberta, Palmeiras x Athletico Paranaense atingiu 17 pontos. Já na fechada os números provavelmente foram baixos, já que não houve a divulgação.

Vale ressaltar também que, no contrato entre Globo e Turner, dois jogos devem ter bloqueio de praça para o estado de São Paulo. Esse foi um deles.

O que é e como funciona o bloqueio?

De acordo com a publicação do UOL, a Globo pode multar um time (exceto o Palmeiras) que tenha o jogo transmitido pela Turner sem bloqueio de praça para o estado onde acontece. A emissora alega que há prejuízo nas vendas dos pacotes de PPV. Essa ação foi inclusive analisada pelo Cade, Conselho Administrativo de Defesa Econômica, mas até o momento não houve uma investigação formal.

Assim, a Turner, para não entrar em conflito com os clubes, cedeu à pressão para que os jogos não fossem exibidos para os respectivos estados. Porém, com isso, perde a grande parte da audiência que poderia ter. Uma contestação é que a partida do Brasileirão de maior audiência da TNT é entre Palmeiras e Internacional, mostrada para todo Brasil, inclusive para o estado de São Paulo.

Veja os próximos jogos da Turner que terão bloqueio de praça e também transmissão da Rede Globo em TV aberta:

12/06 – Internacional x Bahia – Menos para RS

14/07 – Athletico x Inter – Menos para o PR

14/07 – Bahia x Santos – Menos para BA

21/07 – Ceará x Palmeiras – Menos para o CE

28/07 – Internacional x Ceará – Menos para o RS