Veiga na Europa e Ramires imperdível, as falas de Felipão

há 10 dias

A entrevista de Felipão ao final da boa vitória desta quinta feira, 14, foi recheada de grandes momentos que fugiram ao papo habitual das coletivas. O treinador multicampeão aproveitou a oportunidade para falar sobre Raphael Veiga e apesar de não tê-lo escalado como titular, exaltou a qualidade do meio campo que fez o gol da vitória no jogo passado.

"O Veiga eu não preciso dizer nada, além de ser espetacular, tem uma cultura, uma educação, uma forma de ver o futebol e as pessoas diferente de muitos atletas. Ele, provavelmente, é um jogador daqui a um ano, um ano e meio, vai estar fora daqui, num clube europeu por sua qualidade”, afirmou o comandante.

Mesmo sob contestação de boa parte da torcida por utilizar pouco o canhotinho, Felipão evidenciou que gosta e que deve escalá-lo cada vez mais. E mesmo com a imensa concorrência, a ascensão de Veiga é notável, afinal, ele participou de mais da metade dos jogos desse início de campeonato brasileiro.

Com concorrência pesada na equipe e com o crescimento de vários nomes que estavam em baixa, havia como crer que o Palmeiras não se movimentaria no mercado de transferências. Ledo engano. Felipão fez questão de dizer que a recente contratação de Ramires foi uma oportunidade de mercado imperdível.

"É um excelente jogador. É um atleta que participa de quatro posições com uma dinâmica maravilhosa. Posso dizer como se diz em Alagoas, gosto "mucho" da contratação do Ramires. Acho que todos os outros jogadores, que ontem estiveram com ele no CT, ficaram felizes com essa contratação. É mais um atleta que temos para fazer frente a tudo aquilo que pretendemos", contou o comandante que ainda salientou que faria uma forcinha por ele.

“Uma oportunidade de mercado como essa? Ramires? Pf. Se eu tivesse que ajudar com alguma coisa do meu (salário) para contratar, eu ajudava. Joga em quatro posições. É um jogador que tenho uma simpatia muito grande, eu conheço bem o seu potencial”, completou.

Ramires chega com as bênçãos de Felipão e com o aval de companheiros como Rocha, Melo e Dudu. Ele se une a Raphael Veiga e todo o elenco que agora ganha folga de dez dias antes de retomar os treinos para a segunda fase do Brasileirão, após a Copa América.